News

5 Motivos para ler/assistir Para todos os garotos que já amei | Jenny Han

Será que foi só o meu coraçãozinho que a Jenny Han conquistou? Tenho certeza que não. Para todos os garotos que já amei, era um dos livro que eu julgava totalmente pela capa. Sempre que eu o via ficava com aquela impressão de que se tratava de uma história bem clichê de adolescente. Por um lado eu não estava errada porque sim é um clichê, mas por outro lado ele tem a magia de conquistar seu coração e vou te mostrar agora com os cinco motivos para ler essa trilogia.

Sinopse

Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

O sucesso dos livros foi tão positiva que não poderia deixar de ir para as telonas. A Netflix viu o potencial que a história tinha e comprou os direitos de distribuição. O filme se tornou o queridinho não só dos adolescente mas também por adultos apaixonados por romance. Para todos os garotos que já amei conta com um elenco forte com algumas caras novas no mundo cinematográfico mas que não deixam a desejar com suas boas atuações.

1 Lara Jean

O enredo gira em torno da Lara Jean Song Covey, uma adolescente com descendência coreana que perdeu a mãe cedo e vive com seu pai o Dr. Covey e suas duas irmãs Margot e Kitty. Apesar da LJ parecer se uma menina boba ela é cheia de personalidade e determinação o que faz dela uma personagem extremamente cativante.

2 Amizade

Chris, melhor amiga da LJ tem uma personalidade muito forte e é super divertida e engraçada, quando ela entra em cena no livro arranca varias risadas da gente com seu estilo espontâneo de ser. Outros dois amigos muito importante na vida da LJ é o Lucas e o Josh, ambos também foram seus crush do passado.

3 Peter Kavinsky

Apesar da Jenny Han criar o personagem do Peter Kavinsky (par romântico da LJ) o garoto popular da escola, ele não é aquele tipo de badboy que estamos acostumados a ver nos livros de romance. Ele é extremamente família e muito gentil o que pra mim foi um ponto muito positivo.

4 Representatividade

Em um texto para o The New York Times a Jenny declarou que foi bem difícil encontrar uma produtora que mantivesse a ascendência coreana da protagonista. Ela levou muitos nãos até que a Overbrook Entertainment, produtora fundada por Will Smith, topou adaptar a história sem tentar embranquecer Lara Jean. A representatividade e diversidade com a cultura coreana sem dúvida também é um ponto a ser colocado aqui. LJ é birracial com descendência coreana/americana, e é bacana como essa cultura é muito presente na trilogia da Jenny .

5 Casal

LJ e PK se tornaram um casal muito fofos e amados por todos os fãs. Apesar de se conhecerem desde criança, como Peter namorava a Genevieve desde pequenos, o que impossibilitava a ligação mais intima entre ele e LJ. As coisas mudaram quando as 5 cartas que LJ havia guardado desaparecem e vão parar nas mãos de seus antigos crush.

A sequencia do filme foi confirmada no final do ano passado com um vídeo bem fofinho feito pela Lana e Noah e as gravações estavam indo a todo vapor. Com algumas caras novas no cast, os atores Jordan Fisher e Ross Butler se juntam ao elenco nos papeis de John Ambrose e Trevor respectivamente.

0

Flaviane Vilar

Me chamo Flaviane Vilar, tenho 30 anos e sou de Juazeiro do Norte – CE. Criei o Façanhas Literárias em 2019 e é através desse espaço que compartilho as coisas que mais amo.

Artigos recomendados

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *