Resenhas

A sociedade literária e a torta de casca de batata | Mary Ann Shaffer e Annie Barrows

Sabe aquele tipo de livro que você assiste a adaptação, fica completamente apaixonada e depois descobre que tem livro e ai você fica desesperada para ler? Então, isso aconteceu comigo com o livro “A sociedade literária e a torta de casca de batata.”

A obra foi escrita pela Mary Ann Shaffer e Annie Barrows e foi meu primeiro contato com a escrita delas. A adaptação assisti já tem um tempo e foi indicação de uma amiga, quando assisti eu me apaixonei completamente pela história, o que só me fez levar a procurar pelo livro euforicamente, e vou contar um segredo: só consegui amar cada vez mais.

Em “A sociedade literária e a torta de casca de batata”, Juliet Ashton está com sua carreira de escritora em ascensão. Depois de escrever “Izzie Bickerstaff vai a guerra” e a biografia de “Anne Brontë”, Juliet está cada vez mais conhecida depois do fim da segunda guerra mundial.

“A coroa não pode obrigá-las a fazer nada que elas não queiram fazer!”

Morando em um apartamento temporário em Londres, pois seu tão amado apartamento foi bombardeado, Juliet recebe uma carta inesperada de um morador de Guernsey. Situado nas Ilhas do canal, o morador da ilha deixa Juliet completamente instigada com a história da sociedade. Após inúmeras cartas trocadas e depois de conhecer a história de vários habitantes da ilha, como foram a vida deles durante a ocupação Alemã, a necessidade de conhecer mais e de escrever um artigo só se intensificou.

“O único bem intacto era meu peso de papel de cristal – com Carpe Diem gravado em cima.”

O livro todo é narrado de forma epistolar e passamos a conhecer todos os personagens através de trocas de cartas, e assim como a Juliet, eu só sentia vontade de mergulhar e descobrir mais sobre todos os moradores de Guernsey e os integrantes da sociedade e de como ela surgiu. Viciante, quanto mais eu lia mais queria que a história não acabasse e mais queria ser amiga de todos da sociedade.

“Sofrimentos leves são loquazes, mas os grandes são mudos.”

Como eu já havia assistido a adaptação há um tempo, assim que concluí a leitura corri pra ver novamente e só tenho algo a dizer: “É possível odiar um filme depois de ler o livro?

Calma! Eu não odiei, mas confesso que não gostei tanto quanto gostei da primeira vez, muita coisa diferente e o principal que é a amizade, o acolhimento, a harmonia que existe no livro simplesmente foi tirada, fiquei muito decepcionada, ainda mais por se tratar de um filme que amei muito.

Então só tenho um recado para dar para vocês caros leitores: Leiam “A sociedade literária e a torta de casca de batata”.

Com amor,

Flaviane

Ficha Técnica 
Título: A sociedade literária e a torta de casca de batata
Autora: Mary Ann Shaffer e Annie Barrows
Gênero: Ficção histórica
Editora: Rocco
Páginas: 303

0

Flaviane Vilar

Me chamo Flaviane Vilar, tenho 30 anos e sou de Juazeiro do Norte – CE. Criei o Façanhas Literárias em 2019 e é através desse espaço que compartilho as coisas que mais amo.

Artigos recomendados

4 Comments

  1. Olá! Acredita que comigo aconteceu a mesma coisa? Assisti o filme e amei então corri para o livro e amei mais ainda! Ainda não assisti o filme novamente, mas quando fizer te conto o que achei!
    Eu adorei sua resenha! Parabéns pela escrita e facilidade que passou o que você sentiu!
    Um abraço!

    0
    1. Oi Lari!
      Nossa eu amei demais esse livro numa dimensão que nem sei explicar. Fico feliz demais em saber que você gostou também, tanto do livro quanto da resenha;)

      Beijo!

      0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *