Resenhas

É assim que acaba | Colleen Hoover

“Quinze segundos. Só isso já basta para mudar completamente tudo sobre uma pessoa”.

Eu precisava começar essa resenha com essa frase que dentre muitas outras que marquei nesse livro mexeram bastante comigo. “É assim que acaba” conta a história da Lily Bloom, uma jovem do Maine que atualmente vive em Boston. No dia em que aconteceu algo que poderia ser considerado um dos mais tristes de sua vida ela acaba conhecendo o residente a neurocirurgião Ryle Kincaid.

“Penso que, as vezes, por mais que você esteja convencida de que sua vida vai seguir determinado rumo, toda a certeza pode sumir com uma simples mudança de maré”.

Apesar de ambos terem passando por situações difíceis horas antes, a atração aconteceu instantaneamente e durante o pouco tempo que passaram juntos nesse momento casual, conseguiram extrair bons segredos um do outro. Quando precisam ir embora eles têm a certeza de nunca mais vão se ver novamente. Mas será que nunca mais irão mesmo se reencontrar ?

“A vida é engraçada. A gente só tem alguns anos para viver, então precisamos fazer o possível para viver esses anos intensamente. Não devemos perder tempo com coisas que talvez aconteçam algum dia ou então nunca”.

Quando adolescente, Lily conheceu um garoto misterioso que passou a morar em uma casa abandonada que ficava de fundo com a sua. Atlas até então era uma mistério para Lily que passou ajuda-lo para descobrir mais sobre ele. Aos poucos, de uma linda amizade passa a se tornar um grande amor.

“Éramos só duas pessoas que se ajudavam quando era preciso e que fundiram seus corações um ao outro no meio do caminho”.

Com uma juventude carregada de traumas que era obrigada a vivenciar diariamente, conseguiu encontrar conforto escrevendo em seu diário, em forma de cartas nunca enviadas a destinatária, a quem considerava sua grande amiga mesmo sem nunca tê-la conhecido pessoalmente. Em Atlas e nas cartas Lily encontrava o refúgio que tanto precisava. O que não esperava era que seu grande amor tivesse que partir e ter que deixa-la ali. Atlas tinha que ir morar com o tio e servir a marinha.

“As vezes, as coisas mais importantes na vida de uma pessoa são as que mais magoam”.

Apesar de gostar de livros narrados pelos personagens principais não me incomodei com a narrativa apenas do ponto de vista da Lily. Gostaria de passar o resto da noite escrevendo e escrevendo essa resenha, mas acho que em um determinado momento teria que entregar muito da história e quero muito que todos leiam essa obra e desfrute mais. Primeiro livro que leio da escritora Colleen Hoover e confesso que não me arrependo de tê-lo escolhido como o primeiro.

Fiquei completamente encantada não só com o desenrolar da história mais com a perfeição na construção de cada personagem, como cada personalidade conseguiu me envolver e cada pedacinho conseguiu me conquistar. Um livro extremamente pessoal e escrito com tanta sensibilidade e propriedade. “É assim que acaba” se tornou meu livro favorito da vida. Quero ressaltar que o livro possui alguns gatilhos como violência doméstica e relacionamento abusivo mas que são temas sociais tratados com muitas responsabilidade durante essa belíssima obra.

“Quando a vida te desanimar sabe o que precisa fazer?…Continue a nadar. Continue a nadar, nadar, nadar”.

Ficha Técnica 
Título: É assim que acaba
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Gênero: Romance
Editora: Galera Record
Páginas: 368

Flaviane Vilar

Me chamo Flaviane Vilar, tenho 30 anos e sou de Juazeiro do Norte – CE. Criei o Façanhas Literárias em 2019 e é através desse espaço que compartilho as coisas que mais amo.

Artigos recomendados

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.